Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Samantha Em Chamas

Fogos e desafogos de uma viajante arco-íris que arde pelo mundo.

A hora do namoro

Assim que entrei no quarto ouvi a velha rezingona cá do bairro a mandar vir lá fora. Gritava ela que aquelas horas, e eu olhei e vi que eram 11h17, não eram horas para namorar. Depressa a outra velha, menos rezingona no geral, sempre rezingona em retaliação, mandou um berro:

 

Ó Custódia, cala-te, qualquer hora é boa para namorar!

 

Eu ri-me e fui comer um bolo. 

10 comentários

Comentar post