Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Samantha Em Chamas

Fogos e desafogos de uma viajante arco-íris que arde pelo mundo.

Coisas boas

Quando criei o blog a ideia era partilhar a história da ilha e do burro e de outras tantas desse género que já vivi. No entanto, entre as viagens que contei e as outras que queria contar, o meu carro foi sequestrado por um passageiro que pegou no volante e me levou por sítios onde eu não queria estar. Não vou pedir desculpa pelos estados depressivos nem pelo muro das lamentações que se ergueu neste espaço, mas vou voltar a pegar no volante e guiar-vos por alguns sítios meus que são bons para se conhecer. Também existem!

 

Gosto muito de geografia e de assuntos que se encontram com ela. Tanto que quando soube que a bióloga marinha Sylvia Earle vinha cá à National Geographic Summit 2018 dei pulos de alegria como, sei lá, aquela vez que toda a gente em Portugal (menos eu) celebrou quando Portugal ganhou não sei o quê. Não gosto de futebol (um ultraje, segundo me disseram, nem parece que sou lésbica). Depois fiquei triste porque percebi que essa Summit, palavra que não sei bem o que significa, acho que é cimeira, é demasiado cara para o meu bolso. Mas continuo a gostar (de alma!) de geografia e coisas relacionadas, e também fotografia e de contar histórias (e de histórias contadas) e de televisão (séries) e de cinema. Tudo junto então é o paraíso e é algo que quero seguir profissionalmente, embora seja atormentada pelo facto de nunca ter podido seguir estudos relacionados com isso. O que me vale é que quando tenho a cabeça livre das nuvens negras lá consigo encontrar maneiras de fazer isto e aquilo e de o fazer bem. Lá vou encontrando caminhos, é uma viagem que não permito que me neguem só porque não tenho diplomas (elitistas - mas isso é outro assunto). 

 

Nasci no final de Outubro portanto, como uma boa representação do meu signo, tenho opiniões fortes. A expressão quem cala consente não me assiste bem, aliás, não me assiste de todo, portanto toda a minha vida tem sido uma batalha atrás de outra com o sistema e com algumas pessoas que o sustentam.

Mas no que toca à escrita sou mais comedida. Não escrevo nem partilho tudo embora o que escreva seja, normalmente, feito na hora. E normalmente só o que é mau e miserável (ao contrário da maioria das vidas felizes nas redes sociais - e não é um julgamento, de todo, compreendo que seja mais fácil partilhar apenas coisas boas do que algumas más sem levar com alguma pessoa idiota em cima). Mas também tenho coisas boas que me acontecem na vida. Nunca tive muitas e, talvez por isso, seja difícil lidar com elas quando acontecem. Mas lá vão acontecendo. Boas e/ou engraçadas, como aquela vez que dei papel higiénico ao Coulson de Agents of Shield ou como no outro dia o vento levou-me o saco do lixo e eu escorreguei e bati com o focinho no caixote ou uma vez que me meti numa discoteca e ganhei uma coroa ao dançar a Single Ladies da Beyoncé em cima do palco. Uma data delas.

Sou divertida e engraçada, uma totó, sou idiota mas sem ser estúpida - embora não partilhe isso por aqui. Ou não tenha partilhado até agora. Ou talvez partilhe as histórias mas o tom humorístico não me saia naturalmente na escrita e está tudo bem, não ambiciono escrever textos super engraçados, já há gente fantástica que o faça por aí e com quem me rio quase diariamente. Sei que consigo manter as conversas mais interessantes, inteligentes e fora da caixa que possam ter com alguém - modéstia à parte - ainda que não as tenha tido aqui.

 

A verdade é que estou a tentar perceber ainda qual é a decoração e a disposição desta casa. O que sei é que não quero que seja um cemitério, cheio de ossos e fantasmas e terra fria. Não os vou negar mas também não me vou alimentar deles apenas. Há coisas boas em mim, algumas eu sei quais são e as outras ainda estou a tentar perceber. E há coisas boas que me acontecem e quero e preciso de as reconhecer. Continuo a ser uma pessoa nascida no final de Outubro mas acho que não faz mal partilhar um pouco mais de mim do que o habitual. Se é para ser totalmente reservada mais valia não ter criado este blog. Mas criei e foi uma das melhores coisas que alguma vez fiz. 

10 comentários

Comentar post