Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Samantha Em Chamas

Fogos e desafogos de uma lésbica passada dos cornos e meio anti-social

Estarei em mim onde estou?

Neste momento estarei na Noruega (abençoado agendamento de publicações). Se estou a divertir-me ou a morrer de aborrecimento ou tristemente frustrada, não sei. Se terei aventuras e histórias para contar ou desabafos e reflexões para desafogar também nao sei. Viajar é dar lugar ao imprevisível por mais planos que se façam e, sinceramente, não fiz quase nenhuns. Tenho os meus receios que poderão concretizar-se ou não. Eu sei, a Noruega é considerado um país super seguro. Os meus medos nunca são geográficos ou criminais, são mentais e emocionais. Estou habituada a viajar sozinha, o que não é o caso desta viagem, não sou uma pessoa lá muito sociável e a nível pessoal há arestas que tenho a limar com algumas pessoas na minha vida. Deve ser como trabalhar com a família: ou corre muito bem ou mal e as consequências, boas ou más, são maioritariamente pessoais. Mas, enfim, apesar dos receios para lá vou com quem vou porque o maior erro que uma pessoa pode cometer ao viajar é, efectivamente, não viajar. Portanto não sei como estarei neste momento, apenas que estarei na Noruega. Como estou eu saberei lá onde neste momento estou.

Viagens arco-íris e unicórnios viajantes

Costumo acompanhar blogs ou contas de instagram de pessoas que viajam com frequência. E, sendo parte da comunidade LGBTQI+, é mais do que natural que acompanhe algumas pessoas também elas LGBTQI+ que costumam viajar. E tem sido muito interessante ver o mundo dessa perspectiva, que não é totalmente diferente mas que tem as suas especificidades e que me tocam muito perto do coração.

 

Um dos pontos de encontro virtual é a página de instagram The Travel Unicorn. Tem também um site com o mesmo nome com alguns testemunhos e diários de viagem de pessoas LGBTQI+. É um projecto que foi fundado em Novembro de 2016 por Carly que, após mais uma das suas viagens, começou a sentir a falta de uma plataforma que unisse viajantes arco-íris e que permitisse a partilha de histórias, recomendações e apoio entre si. Hoje em dia é um dos pontos centrais na comunidade de viajantes LGBTQI+. 

Sem Título.png

 

Conheci este projecto através da Steph e da Tay, duas namoradas nómadas que fazem uso da página lesbinomadic para partilhar as suas aventuras. E através de The Travel Unicorn conheci a página da Thai e da Sil, que têm estado a viajar desde o início do ano sem parar, já visitaram cerca de 11 países, saíram ontem da Roménia e chegaram hoje a Londres. Entre outras tantas que acompanho e que vou conhecendo, a Vamo? Vamo! Trip da Thai e da Sil tem sido a minha viagem preferida. As fotos são maravilhosas, é certo, mas o mais engraçado, interessante e próximo são as histórias que elas fazem para o instagram, pois fazem de uma maneira tão despretensiosa e real que mais parece que as conhecemos e que são nossas amigas que foram viajar. 

Sem Título2.png

 

Outro dos pontos de encontro é a rede social elgeeBE. Não experimentei portanto não sei quais são os prós e os contras. Sigo apenas a respectiva página no instagram, de qualquer das formas deixo-a aqui como sugestão para darem uma olhada. Quem sabe a próxima viagem arco-íris não estará à distância de um clique? Enquanto não posso explorar o mundo por mim, exploro através da perspectiva de quem, como eu, viaja para ser livre. 

As últimas viagens

Abomino a ideia da última viagem, a não ser que por última me refira à última que fiz antes da próxima que irei fazer. Se penso em última como algo final, até me dói a alma e o avião.

[Quando pensava que a viagem à Irlanda tinha sido a última viagem deste ano e nos próximos tempos, eis que vou arder para o Porto dentro de uns dias e uns dias depois para a Noruega. Só espero que não sejam as últimas.]

Do mundo com amor e um selo

Quando viajo costumo enviar postais, escritos e com selo, para mim em Portugal. Há quem ache isto triste - eu acho bonito, é sinal de que estou a viajar e de que levo comigo, para além da lembrança, um pouco de quem fui naquele momento naquela viagem. Tenho uma colecção vasta de postais de várias partes do mundo e enviados por várias pessoas mas tenho um carinho especial pelos postais que me envio. Se os outros são uma lembrança de que o mundo é cheio de paisagens, pessoas e possibilidades, os meus são uma lembrança de que eu também já fiz e posso continuar a fazer parte deste mundo cheio de paisagens, pessoas e possibilidades. É um ritual de preservação de quem sou naquela viagem que também preserva a minha esperança em alturas da minha vida em que a "depressão" é um universo e vence o mundo.

 

Lembro-me perfeitamente do primeiro postal que eu enviei. Não me lembro bem de que idade é que tinha, imagino que entre os 7 e os 10, mas sei perfeitamente que estava num café de um terminal de autocarros na Grécia. O meu pai é camionista e, quando era mais nova, eu costumava viajar com ele. E nessa viagem fomos até à Grécia (não seria a primeira vez). Num dos momentos de pausa, ele lá foi beber a sua cerveja e eu fui enviar postais para casa. Tenho a sensação de que um deles era uma imagem de uma borboleta e que enviei para a minha mãe. Não para mim ainda, esse foi um hábito que ganhei anos mais tarde quando comecei a tratar eu das minhas viagens. Mas o mais engraçado é que esse momento ficou registado fotograficamente e só vim a saber da sua existência quando a minha colecção de postais já era maior do que eu. E tanto a coleccção como a miúda da fotografia continuam a crescer.

 

001.jpg

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

ANTES QUE SE QUEIMEM

Liberdade de expressão não é o mesmo que liberdade de ofensa, portanto comentários ofensivos não serão aprovados. Discordar é válido, palavras agressivas dirigidas a mim ou outras pessoas não. As fotos e os textos neste blog são normalmente da minha autoria e, no caso de não serem, avisarei no post respectivo.

Registo de Fogos Postos

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Blogs de Portugal